quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Louco, quem?

Foto por: mim hehe


Oi, eu gosto de ir ao cinema sozinha. Sim, sozinha, só eu, minha coca e guloseimas - é óbvio. Isso deve parecer estranho né? Talvez você tenha pensado igual a mulher que sentou do meu lado no dia que eu fui ver Mulher Invisível - que eu sou uma solitária sem amigos. Uma forever alone, para os mais antenadinhos. Mas não, eu só gosto de ir no cinema sozinha.


Eu gosto de usar shampoo do bob esponja também. E escovar o dente com pasta Tandy. Só escolho o canudo vermelho ou rosa, se tiver. Detesto estacionamentos e nunca vou dominar a arte de estacionar bem o carro. Canto sozinha na rua e fico muito sem graça quando alguém me pega. Gosto de pizza e pastel frio da sobra de ontem.


Fora tantas outras coisas esquisitas que eu faço e nem percebo. Freud talvez quisesse achar um significado nessas minhas manias, talvez ele fosse querer me catalogar em alguma classe dos não-normais-da-sociedade. Mas aí eu me pergunto: O que é ser normal? Ahá, te peguei nessa né? Aposto que lendo as minhas esquisitices você ficou pensando nas tuas. E se achou esquisito demais, talvez. Ficou com medinho que Freud bata na sua porta é?


Pois eu digo, seu Freud: pode me chamar de louca, mas não existe pessoa normal. Todo mundo tem uma mania obscura que denuncia uma loucurinha. E sabe o que mais? ser normal, seguir tudo dentro dos padrões, não escovar o dente com Tandy ou tomar coca-cola no canudinho branco deve ser muito chato. E se você leu isso tudo, e não achou nenhuma mania/esquisitice/compulsão/whatahell pra compartilhar... vou ali ligar pro amigo Freud, porque você deve ser meio biruta das idéias.

10 comentários:

Miily ;* disse...

E sabe que é assim mesmo?
E às vezes as pessoas ainda tentam esconder suas manias umas das outras, e pra que? Isso somos nós, isso é um pedaço da gente, e se não me aceitarem com as minhas manias bobas ou esquisitas, é porque não me aceitam uai.

Muuuito bom o seu texto florzinha, meus parabéns. bj :*

Dri Andrade disse...

Se isso é ser louco, então eu sou louca kkkk

adorei beijões

Yasmine Lemos disse...

Quanto menos conveniente melhor,fujo de regras.
meu beijo

mfc disse...

Devemos ser e estar na medida em que isso nos dá prazer e nos faz semtir bem!
O resto?! Os outros?!
Neste capítulo... que se danem!

Leontyna Santos disse...

Tenho milhares de manias e talvez pareça loucura, mas nunca fui lá muito normal! rs
Todo mundo tem uma loucura, uma mania boba e quem diz que não está mentindo!

Beijos*:

Lai Paiva disse...

hahaha adooorei! E quer saber? Concordo plenamente com vc. Quem não for "anormal" que atire a primeira pedra. Beijo

Evelyn Dias disse...

Ah! Menina, que gostosura te ler!
Adorei! E fala sério né, não tem como, sempre tem um parafusinho solto em algum lugar que fazemos questão de não consertar. =)

Bjux!

Luna Sanchez disse...

(Risos)

Eu também curto ir sozinha ao cinema e os canudos, prefiro azuis.

Somos loucas? Não, somos humanas.

;)

Um beijo, bom fds.

Ryoko disse...

Quem não tem suas manias não é mesmo?
Eu tenho muitas,as vezes me envergonho delas, outras vezes acho que são elas que fazem quem eu sou.
Escolher sempre o canudinho roxo, ficar imaginando cenas e conversas e quando dar por si estar rindo no meio da rua, sozinha.Sempre que comprar um livro cheira-lo, pra sentir o cheiro de "novo", pra saber que ele é só meu.
Cada louco com sua mania e assim se faz a vida. ^^

Esau P Silva disse...

Posso definir, ja estou: pessoal...