terça-feira, 25 de outubro de 2011

(des)encontro

500 days of summer




- Nossa, oi.
- (...) O-oi.
(silêncio constrangedor)
- Faz tempo, né?
- Dois anos.
- É... é tempo. Você não mudou quase nada.
- Mudei, mudei muito.
- É, está mais magra, o cabelo um pouco mais curto.
-Não é desse tipo de mudança que eu falo. Você sempre foi ruim nisso.
-(...). Não sabia que estava pela cidade.
- Só de passagem. Não esperava te encontrar tomando café, você nunca gostou de café.
- Foi uma forma de matar a saudades que tinha de você, quando partiu.
- Ainda sente saudades?
- Estou tomando café, não estou? E você, sente minha falta?
- Sinto. Já senti mais. Fico feliz em sentir menos a cada dia.
- Dois anos. Nunca acreditei que você iria embora.
- Você não falou para eu sumir da sua vida, desaparecer, não deixar vestígios? Eu fui.
- Foi da boca pra fora, você sabe. Eu só precisava de um tempo, colocar as coisas no lugar.
- Tempo não existe. E você não me impediu.
- Você sabe que sempre fui orgulhoso. Mas eu te procurei, e como, você nem imagina.
- Me procurar em outros corpos, em outras bocas, em um copo de café, não conta.
- Não seja cruel, amarga.
- Me desculpa. Não tem como não ser, quando a gente tem que ir embora com um amor dentro de si.
- Ainda tem amor?
- Tenho.
- Me ama?
- Não a você, mas alguém que você foi, mas que só existe na lembrança.
- Eu posso voltar a ser.
- Não pode. Não voltou, deixou eu ir. Melhor não se iludir.
(Levantou para sair)
- Espera! Se eu te der um beijo, algo muda?
- Eu estava aí do seu lado, até agora. Beijo não se pede não, acontece. Não aconteceu, você sempre fica na espera, vejo que você não mudou nada.
(Saiu, sem olhar para trás. Ele ficou paralisado. De novo, deixou-a ir.)




“Se ao menos - você me amasse um pouco, não estaria aqui e agora, neste bar, sozinho, longe de você e de mim” Caio Fernando Abreu.

10 comentários:

Yohana Sanfer disse...

Que bonito....e verdadeiro! bjs moça!

Dri Andrade disse...

aiiii delicia de reencontro, adoro, mas é foda quando passa....

beijocass

Pérola Irregular disse...

Nossa, adorei! Muito belo. (:

Thamires Figueiredo disse...

Quando agente quer de verdade, não deixa as coisas boas e verdadeiras irem embora..

Beijos :*

mfc disse...

O tempo tudo destrói... mesmo aquelas relações que aparentemente subsistem!

Luiza Fernandes disse...

Adorei; lindo =)

Manuella Monte Santo disse...

Pedendo oportunidades de ser feliz.
Triste, mas acontece com muitas pessoas.

Beijos.

Camila Sanches e Amanda Sanches disse...

muito lindo.
O orgulho e o medo são dois sentimentos que nos fazem perder pessoas por medo de tentar.

http://oamorhadevencer.blogspot.com/

Daiana M.Fernandes disse...

Deixar ir querendo não deixar... um erro.

bjs

Luna Sanchez disse...

"Se eu te der um beijo, algo muda?"

Aff...

Eu teria me levantado e saído sem nem olhar pra trás depois dessa.

E concordo : tempo não existe, é só uma forma covarde de determinar o fim.

=*