terça-feira, 29 de novembro de 2011

Você, minha literatura.

weheartit.com




(fragmento de muitas páginas sobre você)



Eu te dei tanto amor um dia. Você teve o melhor de mim, o mais puro de mim, por isso queria que entendesse essa revolta, essa loucura, essa dor que parece sem fim. É difícil seguir em frente quando temos algo dentro do peito que grita, grita, grita e ao mesmo tempo dói tanto. 
Ruim é quando vem os momentos de lucidez, aqueles momentos que parece que tudo pode ser como era antes. Da vontade de voltar a ser aconchego na madrugada,  carinhos durante a tarde, paixão, desejo, teu olhar sobre o meu sem dizer nada dizendo tudo, sua mão encontrando a minha no escuro do cinema, seu beijo calando todos meus medos, seu abraço sendo meu porto mais seguro de todos. Da vontade de esquecer tudo que foi ruim, da vontade de fingir que nada aconteceu e voltar a dar risada das coisas tolas, como se deve ser. Porque será que deixamos chegar a esse ponto? Esse ponto que é o ponto final, que não pode voltar, que não pode ir, apenas deixar tudo como está. Tentamos, tentamos, mas será que tentamos o suficiente? Você foi o primeiro a desistir. Creio que depois irá sentir muito mais que eu sinto agora, quando perceber, quando a poeira baixar  e então não existir mais orgulho e feridas nisso tudo. Se ama volta, você me disse. 
Não. Se ama, não se deixa partir.






ps. Se você é legal, curte a página do blog? :)

8 comentários:

Danni Coutinho disse...

concerteza esses momentos de lucidez fazem a gente querer voltar ne?! ja senti isso mais tento ser forte pq sempre que eu tinha isso e voltava sempre acabava terminando novamente...

Will disse...

Oi Cris,

a Lucidez, às vezes, nos tira o sabor, não é mesmo?

Um abraço?

mfc disse...

A lucidez sempre magoa!
É inevitável que magoe...

Evelyn Dias disse...

Disse certo.
O que é verdadeiro volta?
Não, o que é verdadeiro não vai.

Beijo.

disse...

que texto lindo...
eu tenho um ex amor que me fez pensar assim por muito tempo... mas passa... mas a gente sempre lembra...rs. agora sem nenhuma dor.
adorei aqui

Camila Sanches e Amanda Sanches disse...

Texto muito lindo!
Me identifiquei muito, em cada frase eu pude ver um pouquinho do meu sentimento ali!

beijos

Luiza Fernandes disse...

E quando agente lembra dos momentos bons dá vontade de voltar atrás, de ter todo aquele amor de volta, de esquecer tudo de ruim, mas o pior é que nem sempre essa vontade de querer o que foi de vonta dá certo!
Beijos!

Luna Sanchez disse...

Quanto mais amor (sentido, doado, compartilhado...), mais dor.

Já senti uma coisa bem parecida, o sabor é amargo...

=\

Um beijo, flor.