domingo, 6 de dezembro de 2009

Salão


imagem: http://gettyimages.com.br

Estava escuro, enfumaçado. Algumas luzes coloridas brilhavam, alguns pés descompassados dançavam, alguns casais que se conheciam a tempos, a horas ou a minutos se beijavam freneticamente.
O ritmo estava envolvente, mas ela, ah ela, se portava com compostura sentada em um canto, quase esquecida. Quase parte do cenário.
Mas não que ela estivesse triste, que nada! Ou talvez ela estivesse, não sabia bem ao certo. Mas gostava de ficar sentada, quieta, como se fosse uma nota musical ao fundo ou uma luz colorida que ninguém percebeu.
Mas sempre existe um ouvido atento.
E com cuidado ele segurou a sua mão, levou ela para o meio da sala, meio da música, meio das luzes, meio de tudo, mas tudo parecia ter nada, somente os dois.
E pra ela, não existia mais cenário. Era um sonho.
E no ritmo lento da música, foi
Sonhando.

11 comentários:

Marcelo Mayer disse...

e ela ficou sem meio, sem meia-culpa, sem meio-desejo.

railer disse...

dançar sempre é bom. a dois, agarradinho, melhor ainda.

Dara Bandeira disse...

E ela deixou de ser apenas uma nota, tornou-se a sinfonia... se fez inteira pela presença do rapaz.

*-*

Lindo, lindo, Crispi.

Gabi Petrucci disse...

Que lindo! *--*
E ela deixou de ser apenas uma nota, tornou-se a sinfonia... se fez inteira pela presença do rapaz. [2]

disse...

Amor é tipo dança, mesmo.

Izadora Pimenta disse...

Perfeita a comparação. Ao menos eu entendi como uma analogia ao amor através da dança. Não sei se foi o que você quis passar, mas se foi, muito interessante, mesmo.

Erica Vittorazzi disse...

Já dancei assim, até sem música...

Ágatha Alves disse...

Ser ouvida no meio de tantos..
ser tirada pra dançar.. assim...
é realmente um sonho..

Beijos

Buba. disse...

Sou assim nas festas. Me misturo ao cenário e fico ali, quieta, na minha, esperta. Mas ao contrário da menina da história, nenhum ouvido atento me percebe.

meus instantes e momentos disse...

Sonhando, vivendo, sentindo...
belo post..
muito bom
Maurizio

.Txia. disse...

Buba, voce nao é a única a se sentir assim :D

E ela deixou de ser apenas uma nota, tornou-se a sinfonia... se fez inteira pela presença do rapaz. [3]

Muito bom!