sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Oração de Criança



Papai-do-céu, diferente das minhas amiguinhas eu não quero crescer. Por isso te peço, deixa-me ser criança pra sempre.
Eu não quero nunca ter vergonha de dizer que durmo com meu coelhinho, o Fred. Quero ganhar barbie nova todo natal. Minhas amiguinhas já pedem roupas pro papai-noel! Mas eu não quero crescer nunca, ou não vou mais caber na minha jardineira xadrez. Mamãe me disse que já está ficando pequena. Mas eu não quero outra!
Papai-do-céu, esses dias minha amiguinha estava passando batom no banheiro da escola! Ela pegou escondido da mãe dela. Disse que queria ficar linda igual a mãe. Minha mãe diz que eu sou a princesinha dela, mesmo sem batom. Minha mãe me abraça e me gira, e também me balança no parquinho, e faz bonecas de pano pra mim. Eu nunca vi a mãe da minha amiga que usa batom fazer isso com ela. Eu só vejo ela passar batom, um negócio estranho em cima do olho, e sair com uma bolsa, sempre falando no celular. Minha amiga diz que ela é empresária. E ela pergunta o que mamãe é, eu digo que é apenas minha mãe.
Eu nunca quero usar batom, papai-do-céu. Não quero virar empresária. Quero balançar minha boneca, igual minha mãe faz comigo.
Esses dias minha amiguinha viu minha mãe me dando beijo antes de entrar na sala. Ela riu, e quando eu perguntei por que, ela apenas fez cara de eu-sou-tão-mais-adulta-que-você e disse que eu sou uma criancinha ainda. Papai-do-céu, eu sou uma criancinha ainda! E ela também, mas ela tem pressa em crescer. Eu não! Tenho medo do mundo. Tenho medo de ser apenas trabalhadora, usar salto e batom e não ter tempo de ser apenas mãe da minha filha. Minhas bonecas tem todo amor do mundo. Minha amiguinha não quer ter mais bonecas.
Papai-do-céu, eu sei que crescer é inevitável, mas eu peço que o senhor deixe isso o mais lento possível. E, quando eu crescer, quero que o senhor deixe eu ser adulta igual a minha mãe, que é trabalhadora e guerreira, mas que nunca deixou de amar seus filhos, e de demonstrar isso.
Abençoa eu e o Fred,
Amém.

7 comentários:

Juliana Caribé disse...

A inocência é mesmo uma benção...
Lindo!

Hélder, o míope disse...

A sinceridade das crianças é marcante.
Os sonho, a inocência, tudo o mais.

O tempo passa, e nós temos que trocar esses valores da infância por outros.

Muito bonito seu texto.

bejo.
Tem meme pra você lá no blog,
se quiser responder, passa por lá.

Hélder, o míope disse...

os sonhos*

mel disse...

hahaha
eu não sabia que tu gostava de blogs também!?
quanto tempo guria!

beeeijo

Amanda Bia disse...

que texto lindo! eu rezo p/ voltar a ser criança toda noite, sem saber!
beijos!

Amanda Oliveira disse...

Tudo é tão mais fácil quando se acredita que para estar na televisão basta quebrar a tela e passear pelos canais, não é?

"Que tempo bom que não volta nunca mais..."

Beeeijo, Criis!

Marcela disse...

Oi cris! Te vi no blog da Gracy e vim te conhecer.. grata surpresa!
Adorei essa oração da criança.. é a minha cara, me lembrei de como eu era.
Gostei daqui, vou voltar mais vezes!
Beijo