quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

(A)mar



Tudo que ela precisava era de um porto seguro. Mas sozinha, lá da areia da praia avistou uma grande embarcação. Quis se atirar ao mar, ir ao encontro dessa embarcação sem nem pensar. O mar, estava calmo. As ondas, já tinham passado.
Mas quando colocou os pés na água gelada, uma gaivota veio lhe dizer que essa grande embarcação era na verdade uma canoa furada. Tudo não passava de ilusão.
Ela custou a acreditar, mas sabia que aquela gaivota conhecia o mar e seus segredos, bem melhor que ela.
Voltou para a areia, e viu que a embarcação estava chegando cada vez mais perto. E como era bonita! Forte, de ferro. Não podia ser furada!
A embarcação enviava sinais para a menina. Ágil como uma sereia, resolveu arriscar. Entrou de corpo e alma na embarcação, que a enchia de promessas e palavras.
Mas, a gaivota estava certa. Aquela falsa embarcação não durou muito tempo. Era uma canoa furada, estava afundando, estava tentando afundar a menina. Tentou até fazer ela ficar enroscada em sua âncora, para nunca mais sair do fundo do mar.
Mas o que a canoa não sabia, é que a menina nasceu no mar. Enfrentou grandes marés, e quase se afogou. Então, meu bem, ela sabia nadar.

8 comentários:

Juliana Caribé disse...

Coincidencia...
Eu estou escrevendo um texto sobre mar e sereia e tempestade e afogamento...
Tem muito a ver com o seu...

Beijos.

Marcela disse...

Cris, tenho certeza de que esse 'conto' é uma história verídica. Muito parecida com um q eu contei um dia no blog, era exatamente assim, um barco furado.. mas depois eu descobri que nao estava furado, e postei de novo. Vou deixar os links pra vc ver qnd puder, quem sabe nao te anima... a segunda é só uma imagem, que diz tudo.
Um beijo!

http://contapramarcela.blogspot.com/2007/11/barco-furado.html

http://contapramarcela.blogspot.com/2007/11/e-boa-notcia-que-o-meu-barco-no-estava.html

Hélder, o míope disse...

Demais!
Tem bastante canoa furada por aí...O difícil é aprender a nadar!

bejo.

Marcela disse...

Criseide, se vc usar msn e orkut, me add!

contapramarcela@hotmail.com
Mah Nobre Cruz

Beijo

PleTz disse...

Muito bonito.
Ela também podia se assegurar levando o barco inflável do gugu. Eu tenho! Emprestaria pra ela, de boa!
Bjocas

candy disse...

E se ela não tentasse, desde que nasceu, não teria aprendido a nada.
E pior, não saberia nada sobre a vida e ainda pensaria no "se", " e se..".

Bom fds, viu?!

;****

Amanda Bia disse...

a gente sempre entra em vanoas furadas! mas sempre conseguimos nos salvar do naufrágio!
beijos!

Garota Enxaqueca disse...

Canoas furadas é o que mais há por aí... O mais interessante é que popor vezes somos avisados do que nos aguarda, mas a teimosia sempre é mais forte... Mas que bom que a guria sabia nadar... E terá mais uma história para contar...

Besos!