quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Se o amor é meu, amo como quiser.

Weheartit.com


Porque eu não acredito em príncipe encantado, princesas e seus sapatinhos de cristal, etc etc etc, tem gente que acha que eu não acredito no amor. Pior, tem gente que acha que eu sou contra o amor! Logo eu, uma apaixonada por natureza. Eu amo o amor. Eu admiro o amor. Eu vivo o amor. Mas vivo do meu jeito, acredito nele de uma forma diferenciada, acredito nele livre – muito embora já o tenha aprisionado diversas vezes. Não é porque eu não o vejo mais com as lentes cor-de-rosa que eu não acredite nele, ora bolas. 

Porque cada um tem seu jeito de amar. Se o seu for o de esperar o tal príncipe encima do tal cavalo branco, tudo bem. É a sua visão de amor, se você acredita nisso e é feliz assim, que bom para você. Se você prefere os sapos (tenho uma grande inclinação por eles) e eles te fazem sentir bem, ótimo! Se o príncipe quer o príncipe, se a princesa quer a bruxa, quem tem que se meter? Mania das pessoas se preocuparem com o amor alheio e deixar o seu passar. 

Ah sim, eu já quis príncipes. Beijei sapos com a esperança de transformá-los em tal. Eu já achei que ia casar e ficar com uma única pessoa o resto da minha vida e coisas assim. Mas hoje eu penso diferente. Como já falei aqui, apenas quero um amor livre, afinal. Penso que amor muda, acaba, ressurge, renova, é efêmero. Se tudo isso acontecer com a mesma pessoa, que coisa linda. Se for para ter vários amores na sua vida, que bom também, aprenda com cada um deles, VIVA cada um. Viva também a perda, o fim deles. Viva a solidão também, porque a gente precisa dela. 

Viva o que você quiser, aliás. Porque isso é o lindo do amor. Ele não tem regras, já viu? Mas não o estrague – porque a gente tem essa mania. Parece que é complexo de entender, mas na verdade ele é simples demais, a gente que complica com nossos conceitos amarrados sobre o sentimento. Seja príncipe, sapo, princesa, plebéia ou nenhum personagem de nenhuma lenda, não importa – ame do seu jeito. E respeite quem ama de uma forma diferente. Apenas, ame, só isso. Porque é lindo esse tal de amor né!

Um comentário:

Eduarda Carvalho disse...

E se uma princesa se apaixonar por outra? É amor também! Sempre foi assim pra mim.
"E se tudo aquilo que você acha nojento for exatamente o que chamam de amor..."