terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Zodíaco

Weheartit.com

Acordava todo dia, abria a página do jornal – coisa mais antiga, jornal – olhava todas as notícias. Conversavam vagamente sobre as manchetes, sobre o preço do leite que subiu novamente, um absurdo claro. E a criminalidade, que não para de crescer? Sem falar no transito caótico, viver é muito difícil se a gente levar a vida tão a sério.
Antes de sair para trabalhar, não podia deixar de ler o horóscopo. O dela, e naturalmente, o dele também. E acreditava mesmo! Tolinha.
Ele não, era muito mais prático. Enquanto ela era total emoção – embora fosse encantadora a maior parte do tempo, era cansativa demais – ele era a razão propriamente dia. Para que complicar não é?
Ela claro, tinha grandes quedas por paixões avassaladoras, de tirar o folego. Vira e mexe lia no jornal que viveria um romance de cinema. Acreditava piamente, apesar de estar quase conformada que não seria com ele. Pinta de Brad Pitt podia até ter, mas não tirava fôlego nenhum. Romance de menos, rotina de mais, paixão de menos, amor ameno. Ela queria ir mais longe. Chegar as estrelas, expandir horizontes. Ele não acreditava nas estrelas, no zodíaco, em amor – sempre pé no chão. Até demais.
Não precisava ser astrólogo nenhum para prever que ela iria em busca da sua estrela, do seu amor, ia conhecer outros caminhos. Não precisava que o signo combinasse, o que precisava era ter disposição de querer viver esse amor que ela transbordava – até a última gota, não mata - leu isso por aí. Até a última gota.
Claro que ele ficou. Com os pés no chão, a ver navios e sonhar todo dia com aquele cheiro de incenso e exoterismo que ela tinha. Toda manhã, ele lia as notícias do jornal, e não podia deixar de ler os horóscopos - o dele, e naturalmente, o dela. Não que acreditasse, claro.

2 comentários:

Bruna F. T. disse...

aaaaaaaadorei *-* O final ficou super bacana, com a reviravolta dele lendo o horóscopo e sentindo saudades dela. Nossa, adorei mesmo :D
Mostra que devemos dar valor as coisas que temos, se não um dia iremos perdê-las.

Bjs. :*

mfc disse...

Um texto lindíssimo e muito bem conseguido!
Agora um segredo só nosso... Sabe?! Eu não acredito mesmo em horóscopos!