sábado, 25 de fevereiro de 2012

Unsaid Things.

Weheartit.com
Quando se foi, quis te dizer muitas coisas, mas não podia dize-las naquele momento, você sabe. Quis te dizer para ficar, não partir, ainda que soubesse que ir embora era o caminho certo. Não disse. Mas se eu tivesse dito, teria mudado alguma coisa? Difícil saber.
Não acredito naquele papo de se tiver que se encontrar a gente se encontra, se é pra ser vai ser. Não, não deixamos ser quando nos coube, não será depois. Será? Só o que sei é que os caminhos que decidimos tomar – você partindo e eu ficando – foram consequência das nossas atitudes, ou falta delas.
Quando encontrei debaixo da minha cama aquela sua meia sumida, quis te dizer que voce era muito desorganizado. Que isso me irritava muito, o que é claro, me fazia te amar cada vez mais. Dói esse amor perdido.
Quis te dizer que eu te odiava, embora soubesse que o que odiava não era você, mas o amor magoado que ainda tinha dentro de mim, e que não podia dividir com mais ninguém. Quis te dizer que tudo podia ser tão simples, embora a gente soubesse que só amor não bastava. A gente pensa que é simples, mas não, não é.
Rasguei nossas fotos. Como eu queria te dizer que detestava aquela sua cara presunçosa, se achando o  mais bonito de todos. Queria te dizer que você era mesmo, o mais lindo. Que seu sorriso era profundo. Que sua eterna olheira de cansaço era um charme, embora voce achasse que atrapalhava essa sua beleza tão, tão enjoativa, de tão perfeita.
Quase te disse. Quase te disse isso e muito mais. Ficou engasgado. Sei que voce tinha também muitas coisas para me dizer. Coisas não ditas, palavras mal ditas. Malditas.

7 comentários:

Bárbara Auerbach disse...

Ai cris, fico impressionada com o que vc escreve. Juro, parece que foram feitos pra mim!

Adorei!
bjos

mfc disse...

E tanto fica sempre por dizer... sobretudo que não queremos que te vás embora!!

Pérola Irregular disse...

Ah, como entendo essas palavras que ficam presas em nossos pensamentos, sem força para saltar de nossas bocas...

Lindo o seu texto, gostei de verdade. (:

Beijos!

Claudinha Santos disse...

É o quase que nos mata... Aos pouquinhos... =/

.

Belo texto e obrigada pela visita e comentário no meu blog. bjs

http://jogandoconversas.blogspot.com

Erica Matos disse...

Só posso dizer que me encontro em cada uma dessas palavras.

Gosto daqui, cada vez mais!

Manuella Monte Santo disse...

E ás vezes, maldita é falta de coragem de falar por medo. Então perdemos pessoas e oportunidades...

Beijos

Danni Coutinho disse...

Realmente esse texto parece que foi feito pra mim tem tudo haver com o que estou passando agora.Palavras não ditas esse é meu maior problema.Beijos