sábado, 6 de outubro de 2007

Ironia de sorriso.




Caminhava com um sorriso no rosto. Sorriso quase imperceptível, quase irônico, mas um sorriso. Assim, baixinha e um pouco (só um pouco) acima do peso, caminhava com aquele sorriso. Incomodava o tal sorriso, para quem o notava, é claro. E ela tinha vontade de gritar ao mundo. Olha, sabe eu tenho um sorriso, eu sei o que é vida, eu me descobri, Os que não me notam, não notam nem a si, não caminham com um sorriso no rosto. Cara fechada e vida automática, é isso que essas pessoas tem. Eu não, tenho um sorriso. Com esses pensamentos, o sorriso se abria ainda mais. E ela olhava as pessoas, as desafiava com seu sorriso irônico de quem tem algum segredo. Ah, e ela bem tinha um, e dessa vez nem era do seu peso que estava falando. Aquele sorriso era do segredo, do segredo da vida. Ufa, não era mais uma alienada, tinha se libertado, libertado do mundo e de suas regras, se libertado da rotina e sua chatice. Não era mais um robô, não vivia mais no piloto automático, era a própria vida em seu sorriso. E incomodava, mas também libertava.
Vai menina, com seu sorriso irônico, vai e vive a vida, vai e sinta o vento, vai. Chega de se reprimir. Vai menina. E ela foi, foi. Para nunca mais voltar ao que era antes. Foi.
(com seu sorriso).

5 comentários:

Arthur Araújo disse...

Essa pulou para o abismo sem medo e descobriu que sabia voar!!

Lindo texto, parabéns!!

bjssssss e ótimo fim de semana pra ti

T+

Amanda_Bia disse...

eu preciso voltar a sorrir como antes!! mas tá dificil...
que ela seja feliz!
beijos!

Hélder, o míope disse...

é a melhor forma de escapar de tudo.

esse sorriso pode ter representado várias coisas, dependendo de que tipo de pessoa viu o sorriso:

pra uma pessoa com raiva: "vou quebrar a cara dessa aí"
pra uma pessoa com pressa: "é uma lesa"
pra uma pessoa sorrindo: "possivelmente a metade da laranja"

apesar de diferentes interpretações, vamos sorrir!
hehehehe
-------
Capítulo 5 do meu livro
"Você se Lembra?", já está no blog.
quando puder...passa lá!

Hélder, o míope disse...

no post e presente pra tu no ótica.

x)

Nina. disse...

Que texto completo.

Meu momento. Juro!

"E ela foi, foi. Para nunca mais voltar ao que era antes. Foi." - Adorei! É o que desejo.

Beijo.
Posso linkar?