terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Summer Breeze

weheartit.com


Tardes quentes e longas. A brisa um pouco gelada arrepia a pele queimada do sol. Voce arrepia minha pele morena quando encosta mim, feito brisa de verão. No fim de tarde, caminhadas na areia, risadas a beira-mar, seu beijo doce. Gostinho de sal, de mar, de férias – como um sonho de uma noite de verão, você surgiu.
Rato de praia, a pele bronzeada, olhos verdes como o mar, cabelos ressecados. Quantos anos? Não importa, alguns a menos. Você me faz sentir novamente com 16, época doce, em que as tardes de verão eram igualmente quentes e longas, e os amores leves como a brisa do mar. Agora, tanto tempo depois, me refugio nessa sua leveza, nesse teu jeito afobado e ao mesmo tempo tão delicado, nessa risada alta e nesse abraço quente. Inconseqüentes, ficamos bêbados durante a tarde, rimos durante a noite toda, você experimenta todos os drinks do menu e me diverte com as histórias dos turistas, eu, tão turista, te divirto com minhas histórias chatas do trabalho. Nadamos nus, dançamos na areia, fazemos amor – livre como se deve ser a estação – num barquinho a beira-mar.
Cada dia uma surpresa, uma sensação nova, uma loucura, perdemos o folego, encontramos nossos olhares. Como eu queria ter sua idade, ser dessa praia, desse lugar – mas assim não teria graça, diz você. Assim não seria eu.
Moreno, as férias vão chegando ao fim, tenho que voltar para a rotina da realidade, onde a brisa de verão é trocada pelo ar frio do ar-condicionado. Amei você por um verão, mas seria muito fácil amar você por todas as estações.

6 comentários:

Evelyn Dias disse...

Que lindo texto. Me vi em umas partes do seu texto, ou todas talvez. Bom seria amar em todas as estações. Sonhe, acredite. O meu sonho acabou antes da primavera.

Beijos, tá tudo lindo.

http://apoetaesuasletras.blogspot.com/

Larissa disse...

texto lindo!

Thamires Figueiredo disse...

Me imaginei nessa praia, longe de tanta coisa ruim que vem me acontecendo e ao lado do meu amor! :)

Beijos, beijos ;*

mfc disse...

Continuar a amar... um desejo que nos mantem vivos!

Bruna F. T. disse...

own *-* a última frase foi tão singela e fofa. :D

Realmente o verão nos convida a vivenciar amores passageiros, sempre... e quem sabe um dia um desses não vire eterno? :D

Adorei o texto.

Pérola Irregular disse...

Nossa, muito fofinho seu texto.
Pena que dias como esses duram tão pouco...
Adorei a riqueza de detalhes, a escolha das palavras e o sentimento tão bem expressos, como a maioria de seus textos por aqui.

Beijos!