sexta-feira, 7 de maio de 2010

Cartas.

 imagem:http://weheartit.com

Aqui estou eu, escrevendo de novo pra ti. Não sei se você vai ler – nem sei se ao menos eu vou mandar- mas é que hoje estou pensando em ti. Não, não que eu não tenha pensado mais, mas hoje a tua lembrança veio com uma certa urgência, e eu quase te senti aqui do meu lado. Pode ser porque hoje é domingo e pra piorar faz frio, e eu ouvi aquela música, não sei, mas é como se eu acordasse e você estivesse na cozinha fazendo café.
Quanto tempo faz? Já nem sei. Mas algumas lembranças parecem tão vivas ás vezes.
Me disseram esses dias que você tinha alguém. Há muito eu já esperava por isso, mas mesmo assim doeu um pouco sabe? É que fico me perguntado se você faz as mesmas coisas que fazia pra mim. Tomara que não, aquele éramos nós, e dentro do que vivemos não cabe mais ninguém.
Não pense que eu não tive ninguém. Nada muito sério, é verdade, mas alguns já fizeram parte da vida que você deixou para trás.
Nesse tempo tanta coisa aconteceu né? Cortei o cabelo sabia? Sério! Não tão curto, é verdade, não consigo ter coragem.
Emagreci, engordei, emagreci de novo. Culpa tua, em parte.
Parei de fumar. Muito embora esteja fumando nesse exato momento, mas entenda, é como te amar: um vício que não tem como ser esquecido de uma vez. Mas juro que aos poucos eu consigo acabar com o vício. Com os dois: o cigarro e você.
Acho que é isso, está anoitecendo, e a urgência está passando.
Não me esquece, que eu não te esqueci.
Me escreva também um dia – somos tão antiquados não é?
Mas me escreva.
Ou ao menos pense em mim com carinho, quando ouvir aquela música e se lembrar do que deixamos para trás.

6 comentários:

Marcelo Mayer disse...

o incrível é ter conseguido parar de fumar numa situação dessas..

C. Lisdália disse...

Lindo e trise... Mas entendo a sensação!!!

Arrebatadora!

=*

Gabi Petrucci disse...

Não consigo pensar em palavra alguma que não seja sentimento.
Talvez um sentimento doído... Mas qual não é?

Beijo, Crispi!

Grasi disse...

Muito lindo :)
Bjão e um domingo super iluminado!

Vanessa disse...

Domingo é foda, eu sempre acordo com essa sensação de que ele pode estar na cozinha fazendo um café...vou até lá e eu mesma faço o café e acendo um cigarro, um dois, três...
No fim do dia aqui estou eu compartilhando das coisas daqui de dentro no instante que eu leio "cartas", baita texto Crispi.
Bjão

Bell Ferreira disse...

Menina, seus textos me conquistaram! *-*
Amei seu jeito de escrever, você já pensou em publicar um livro?!
Parabéns! ♥