domingo, 17 de janeiro de 2010

Partida.


imagem: eu e ela.

Vamos em silêncio até a rodoviária. Não quero falar, não consigo falar sem chorar. Enquanto dirijo as lembranças vão passando pela minha cabeça. A música toca no rádio, e dói, dói mesmo. A gente sempre quer adiar a partida, melhor seria se não partíssemos mais. Somos uma vida em comum, e mesmo passando uma vida inteira longe, nunca deixamos de estar perto. É tão injusto que com toda a nossa afinidade, tenhamos que passar um, dois anos sem se ver. E sabe, a saudades dói de verdade, a lembrança dói, a distância dói. Dói toda vez que eu tenho que te ver partir, sem ter a certeza de quando vou te ver de novo. Dói não conversar contigo antes de dormir, dói não ter você pra arrumar as bagunças do meu armário – e da minha vida. Mas, como diz certa música ‘É difícil viver as verdade do mundo’ E estamos aqui mais uma vez partindo, nos abraçando, chorando. Mas tendo a certeza que somos mais que primas, irmãs, amigas. E de que temos um só coração, separado por 712 km (de acordo com o Google maps). Mas que você está aqui pra mim, sempre que eu preciso.


“Venço o cansaço e o medo do futuro.
No teu abraço é que encontro a cura do mal
Hoje eu acordei te quis por perto.”
O inferno são os outros – Detonautas.

6 comentários:

Anaa Bia ;) disse...

ai Criis, que lindo *-* Me deu vontade de choraar D:

Agora você tem que vir pra cá, o Guarujá sente sua falta também ! Não mais que eu :)

te amo muito s2

Gabriela disse...

aai Cris eu sei bem o que vs passa, sempre passo por essas despedidas e a cada partida a dor só piora D: acho que a única diferença é que no meu caso são 650 km, mas com uma distância igualmente sofrida

Gabi Petrucci disse...

Queria tanto ter uma amiga assim! *-*
Aproveite! :)

Beijos

Luli disse...

o nó na minha garganta já diz o que eu queria fazer agora: CHORAR, chorar e lembrar de ti, me confortar com a tua existencia. Amei o texto, o jeito como tu escreve as coisas tornal elas muito mais lindas, mais reais. 712 km nuuunca vao me fazer te esquecer, te amo :*:

railer disse...

amar não é fácil, à distância então...

Camila Lopes disse...

As despedidas são tristes, porém a distância fortalece as amizades.
Beeijos